Seminário Internacional encerra atividades com debate sobre o desenvolvimento de países emergentes

04/09/15 - Foi realizada na tarde desta sexta-feira (4) a última sessão magna do Seminário Internacional Papel do Estado no Século XXI: desafios para a gestão pública. A sessão trouxe palestrantes que debateram o tema Desafios para o desenvolvimento de países emergentes e foi moderada pela secretária de Orçamento Federal do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão, Esther Dweck. Em sua fala de abertura, a moderadora ressaltou que a discussão sobre o papel do Estado se tornou mais importante e necessária no contexto da crise global.

Robert Wade, professor de Política Econômica e Desenvolvimento da London School of Economics (LSE), na Inglaterra, colocou como os dois principais desafios enfrentados pelos países emergentes a mudança climática e a chamada armadilha da renda média – definida pela teoria econômica como a situação em que economias que anteriormente cresciam rapidamente desaceleram ao atingir a faixa de renda média. De acordo com Wade, o Brasil passa por essa situação: no período entre 1950 e 2010, o país passou os sete primeiros anos como baixa renda e os próximos 53 como média-baixa. Para enfrentar essa condição, “o Estado precisa ser mais proativo em dar um impulso direcional com políticas industriais”, afirmou. O professor também discorreu sobre como a mudança climática apresenta o desafio de alcançar um desenvolvimento econômico de baixo carbono e resiliente ao clima.

O secretário-executivo adjunto da Comissão Econômica para a América Latina e Caribe (Cepal), Antonio Prado, falou sobre como a desaceleração da economia mundial impacta a América Latina, que começou a sentir seus efeitos a partir de 2010. Segundo ele, a região se beneficiava de um período de crescimento, com distribuição de renda e queda significativa da taxa de pobreza. “No entanto, não soubemos aproveitar o momento para fazer reformas estruturais que eram necessárias”, lamentou. Para Prado, o momento demanda a redefinição de uma nova equação Estado-mercado-sociedade, que envolva pactos de longo prazo de cada um dos atores.

Clique aqui para acessar a apresentação do professor de Política Econômica e Desenvolvimento da London School of Economics (LSE), Robert Wade (Português).

Clique aqui para acessar a apresentação do professor de Política Econômica e Desenvolvimento da London School of Economics (LSE), Robert Wade (Inglês).

Clique aqui para acessar a apresentação do secretário-executivo adjunto da Comissão Econômica para a América Latina e Caribe (Cepal), Antonio Prado (Português).

Clique aqui para acessar a apresentação do secretário-executivo adjunto da Comissão Econômica para a América Latina e Caribe (Cepal), Antonio Prado (Inglês).


Confira as fotos da sessão magna (favor utilizar Mozilla Firefox ou Google Chrome):