Cerimônia de abertura do seminário internacional reúne autoridades e líderes internacionais
03/09/15 - "O Seminário Internacional representa para a Enap a oportunidade de se reinventar como instituição". A declaração foi feita pelo presidente da Escola Nacional de Administração Pública (Enap), Gleisson Rubin, durante a abertura do Seminário Internacional Papel do Estado no Século XXI: desafios para a gestão pública, que acontece até esta sexta-feira (4), no Centro Internacional de Convenções do Brasil (CICB), em Brasília.

Gleisson Rubin ressaltou que, com este evento, a Enap inaugura a série Seminários Internacionais, que serão realizados anualmente, proporcionando ao Estado brasileiro “um espaço qualificado de discussões sobre temas de interesse nacional e que igualmente repercutem no cenário internacional”.

O presidente da Enap também destacou a atualidade e a importância do tema discutido no evento, que conta com a participação de mais de 1.100 inscritos, entre dirigentes, servidores públicos, acadêmicos e pesquisadores, provenientes de 247 instituições.

O ministro do Planejamento, Orçamento e Gestão, Nelson Barbosa, em sua palestra de abertura, discorreu sobre qual deve ser o papel do Estado brasileiro no momento atual e quais são os desafios futuros a serem enfrentados. Segundo ele, “o governo deve promover a estabilidade econômica, e qualquer política deve ser consistente com a estabilidade econômica e da inflação”.

Nelson Barbosa falou também sobre o papel do Estado na redução das desigualdades sociais, que envolve fatores que vão além da tranferência de renda e combate à pobreza. “Inclusão social deve se dar também pela oferta de serviços públicos de qualidade: educação, saúde, segurança, transporte público – e esse é um desafio maior, pois involve uma grande articulação federativa”, disse.

O ministro ressaltou a importância do diálogo em eventos como o seminário internacional, onde o Brasil deve “aprender com as experiências bem sucedidas de outros países e adaptá-las para a realidade brasileira”.

O secretário-executivo adjunto da Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe, Antonio Prado, falou que “estamos vivenciando um período de reconstrução da relação entre Estado e sociedade. O desafio é posicionar o Estado no lugar que lhe cabe no futuro: de protagonista”, explicou.

Em sua intervenção, o ministro da Previdência Social, Carlos Gabas, lembrou que é necessário compreender para que serve o Estado. "O grande desafio é definir qual o papel dos Estados e investir na transformação deles", concluiu.

O coordenador-residente do Sistema das Nações Unidas e representante-residente do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud), Jorge Chediek, comentou sobre o grande envolvimento e mobilização do Brasil para a implementação da agenda do milênio, e revelou sua expectativa : "O Estado vai ser um instrumento essencial para a implantação da nova agenda global".

Finalizando a cerimônia de abertura, o vice-presidente de Governo da Caixa, Paulo Galli, agradeceu a oportunidade da instituição participar como patrocinadora de um evento que instigará “reflexões importantes para o desenvolvimento brasileiro e dos outros países”.

Seminário Internacional – Durante dois dias, serão realizadas sessões magnas, painéis e sessões interativas, com a participação de lideranças governamentais, pensadores nacionais e internacionais para debater o futuro do Estado e os desafios postos aos seus líderes para fortalecer a gestão pública como instrumento catalisador do processo de desenvolvimento das nações.

Voltado a gestores e altos executivos que atuam na administração pública, lideranças empresariais, acadêmicos e pesquisadores, o seminário visa gerar reflexão, trazer conhecimentos e fomentar debates sobre temas estruturantes como sustentabilidade, regulação, modelos de desenvolvimento, inovação e governança, além de estimular a discussão de novos pressupostos e estratégias que favoreçam a ampliação da efetividade e da qualidade nos serviços públicos.

O Seminário Internacional Papel do Estado no Século XXI: desafios para a gestão pública é promovido pela Escola Nacional de Administração Pública (Enap), com o apoio do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MP).

Confira as fotos da cerimônia de abertura (favor utilizar Mozilla Firefox ou Google Chrome):